O efeito-escola e a mudança - dá para mudar?
Evidências da investigação Brasileira

Maria Eugénia Ferrão e Cristiano Fernandes
 
Español / English
Resumo
 
O objectivo principal do presente trabalho é apresentar uma resenha de investigações empíricas realizadas sobre o efeito-escola no Brasil ao longo dos últimos 7 anos, bem como enunciar os principais factores, escolares e familiares, associados aos resultados escolares e que são passíveis de mudança no curto-médio prazo, sobretudo no que se refere à educação dos alunos com déficit educacional sistemático. O texto aponta pistas de como a actuação da escola e da família pode ser corrigida e articulada de modo a produzir a melhoria efectiva nos resultados escolares. É enfatizada a importância do acompanhamento de resultados e recuperação atempada dos alunos em risco de repetência, da necessidade de reforço educativo nas turmas com maior proporção de alunos repetentes (para que os conteúdos programáticos possam ser integralmente cumpridos), a importância de que a implementação das políticas para a correcção do desfasamento idade-série seja acompanhada de medidas complementares e estruturantes que confiram estabilidade ao sistema, a importância de que as famílias usem o seu capital social a favor da educação.

Descritores
  eficácia escolar - efeito-escola - modelos multinível - ensino básico - capital social

Texto completo
  Texto completo em HTM
  Texto completo em PDF


Referência
  Ferrão, M.E. e Fernandes, C. (2003). O efeito-escola e a mudança - dá para mudar?. Revista Electrónica Iberoamericana sobre Qualidade, Eficácia e Mudança em Educação, 1(1).
http://www.ice.deusto.es/rinace/reice/vol1n1/FerraoyFernandes.pdf. Consultado em (Data).

|Revista Electrónica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación - REICE|
|Presentación| . |Consejo Editorial| . |Enviar una aportación|
|Volumen 1, número 1. 2003|
|Red Iberoamericana de Investigación sobre Cambio y Eficacia Escolar - RINACE|

© RINACE (2003)        e-mail: RINACE@uam.es