Arte e informática: elementos chave para uma nova 'gramática' da escola

Andrea de Farias Castro
 

Resumo
 
Um novo enfoque científico aponta para a convergência de duas culturas, a humana e a científica, preparando para uma nova era do conhecimento. Compreendemos que é possível e adequado à construção de um conhecimento científico significativo, olhar os sujeitos de uma perspectiva que contemple a complexidade do pensamento humano e, com isso, construir um modo de interação com o conhecimento distinto daquele utilizado pelas escolas do século XIX. Desta forma podermos promover uma integração da experiência de vida dos alunos com os conhecimentos obtidos na escola. Para contribuir com a nova gramática da escola investiga-se a criatividade como um gérmen do pensamento hipertextual entendo-o a maneira de uma atitude criadora. Na trajetória proposta pesquisamos as representações artísticas da humanidade e seu desenvolvimento além da impregnação da tecnologia informática na sociedade.

Descritores
  informática educativa - educação - artes - cognição - currículo

Texto completo
  Texto completo em PDF

ReferÍncia
  de Farias Castro, A. (2005). Informática educativa, educação, artes, cognição e currículo. Revista Electrónica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 3(1).
http://www.ice.deusto.es/rinace/reice/vol3n1_e/deFarias
.pdf. Consultado em (Data).

 

|Revista Electrónica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación - REICE|
|Presentación| . |Consejo Editorial| . |Enviar una aportación|
|Red Iberoamericana de Investigación sobre Cambio y Eficacia Escolar - RINACE|

© RINACE (2005)        e-mail: RINACE@uam.es